Costa do Sol,

sexta-feira, agosto 19, 2022
spot_img

Leia a nossa última edição #08

spot_img

Firjan aponta Macaé como o segundo melhor índice de contratações do estado em julho

Mais lidas

- Advertisement -

A Firjan aponto Macaé como o segundo melhor índice de contratações do estado no mês de julho. Com saldo positivo de 1.649 vagas abertas, Macaé ficou atrás apenas da capital do estado na geração de empregos em julho – o melhor mês em contratações desde novembro do ano passado.

Os dados são da plataforma Retratos Regionais da Firjan, elaborada a partir dos números do Caged. A retomada segue a mesma tendência em todo o Norte Fluminense, que registrou saldo positivo em oito das nove cidades da região.

“Macaé comprova mais uma vez a importância do mercado de petróleo e gás não só para a região, como para o estado do Rio. E com o programa de revitalização dos campos maduros, a tendência é de reflexos ainda mais positivos nos próximos anos”, disse o presidente da Firjan Norte Fluminense, Francisco Roberto de Siqueira.

A alta em Macaé foi puxada pela Indústria e Construção (+869) e Serviços (+683). Entre as atividades que mais geraram empregos estão “Montagem de instalações industriais e estruturas metálicas” (+336) e “Manutenção e reparo de máquinas e equipamentos da indústria mecânica (+195).

Regionalmente, a tendência de contratações se repetiu: julho foi o segundo melhor mês deste ano no Norte Fluminense (+2.149). Nas nove cidades, Serviços puxou o aumento (+1004), seguido de perto pela Indústria e Construção (+959). Apenas Carapebus registrou ligeira queda (-3).

Já o Noroeste Fluminense foi a segunda região que mais recuperou empregos perdidos no auge da pandemia, entre março e julho de 2020. A região, que havia fechado 1.757 vagas entre março e julho de 2020, abriu 2.556 novas oportunidades de agosto do ano passado a julho deste ano – num percentual de recuperação de 146,0%. Este ano, a retomada foi puxada pela Indústria e Construção, seguida de Serviços e Comércio.

O Norte Fluminense, por sua vez, perdeu 13.969 postos de trabalho entre março e julho de 2020, enquanto abriu 11.962 de agosto do ano passado a julho deste ano – um percentual de recuperação de 85,6%. O índice foi puxado por Macaé e Campos, que de janeiro a julho foram, respectivamente, a segunda e a quarta cidade de todo o estado que mais geraram empregos. Os maiores empregadores foram Indústria e Construção, Agropecuária e Serviços. Em todo o estado, sete das 10 regiões já recuperaram todas as vagas perdidas no auge da pandemia.

- Advertisement -

Últimas noticias

- Advertisement -