Costa do Sol,

quinta-feira, agosto 11, 2022
spot_img

Leia a nossa última edição #08

spot_img

Macaé no caminho para se consolidar a Capital Nacional de Energia

Mais lidas

- Advertisement -

Durante abertura do workshop do Programa de Revitalização e Incentivo à Produção de Campos Marítimos (Promar), em Macaé, o prefeito Welberth Rezende falou sobre o novo ciclo de desenvolvimento econômico para a cidade.

Para Welberth, Macaé caminha para se consolidar como Capital Nacional de Energia. O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Vinícius Farah e o secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, José Mauro, corroboraram com a meta do prefeito, que passa pela ampliação de investimentos na cidade e geração de empregos.

Welberth destacou que a retomada depende da definição dos marcos regulatórios e a rediscussão das concessões de áreas de produção e a viabilidade de parcerias entre as grandes empresas operadoras de petróleo e as empresas que apostam no potencial das reservas maduras. “Com isso vamos garantir fôlego e oportunidade para toda a cadeia produtiva de óleo e gás instalada há quatro décadas no município”, ressaltou o prefeito.

O Parque Térmico Sudeste, com o processamento do gás natural e as novas termelétricas, a rota 5, a rota 2 com o projeto rota cabiúnas, além da revitalização dos campos maduros e a base Benedicto Lacerda no Terminal Cabiúnas são fatores que contribuem para o objetivo do prefeito em fixar Macaé como a Capital Nacional de Energia.

“Esse workshop pretende marcar a construção desta nova trajetória que surge a partir de US$ 30 bilhões de investimentos projetados pela própria indústria e a partir da revitalização de campos maduros ao longo dos próximos anos. O Promar devolve à região a perspectiva de promover dignidade e qualidade de vida para a nossa população através dos mais de 200 mil empregos que serão gerados através destas operações a longo prazo e transformar o norte do Estado do Rio de Janeiro, em especial Macaé, na Capital Nacional da Energia”, frisou Welberth.

Na abertura do evento do Promar, tanto o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Vinícius Farah e o secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, José Mauro, declararam que tecnicamente é viável a consolidação de Macaé como a Capital Nacional de Energia.

De acordo com José Mauro, o principal objetivo do Promar é revitalizar os campos maduros, principalmente na Bacia de Campos, fazendo com que a vida útil desses campos seja maior, aumentando o fator de recuperação, a produção, gerando mais royalties, mais arrecadação de tributos e emprego e renda. “Além disso, outro objetivo do Promar é viabilizar as descobertas de economicidade marginal, são descobertas que dentro do arcabouço regulatório existente não permitem a comercialidade deste campo, mas trabalhando em âmbito do Promar, nós teremos iniciativas criando ambiente de negócio propício”, exemplificou.

- Advertisement -

Últimas noticias

- Advertisement -