Costa do Sol,

terça-feira, agosto 16, 2022
spot_img

Leia a nossa última edição #08

spot_img

Macaé e Rio das Ostras têm nova variante do coronavírus

Mais lidas

- Advertisement -

A  Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro identificou uma nova variante do coronavírus em circulação. Ela foi batizada de P.1.2, por ser mutação ocorrida na linhagem P1, descoberta em Manaus e que permanece prevalente no estado do Rio de Janeiro.

Ainda não se sabe se a nova variante pode ser mais transmissível ou mais letal. Ela apresenta sete novas mutações em comparação com a P.1, sendo uma delas, a A262S, na proteína S, a parte do vírus que é alvo de anticorpos e da maioria das vacinas contra a Covid-19.

— Além das mutações que já existiam na P.1, tivemos uma a mais na proteína S, e outras mutações em outras proteínas que também podem ser importantes. Ainda não podemos dizer que a variante P.1.2 é mais isso ou aquilo. Já estamos fazendo estudos para avaliar, no entanto, os resultados demoram um pouco — afirma Ana Tereza Vasconcelos, coordenadora do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC).

Foram investigadas nesta etapa do estudo 376 amostras de 57 municípios, selecionadas a partir de genomas enviados ao Laboratório Central Noel Nutels (Lacen/RJ), entre os dias 24 de março e 16 de abril. A P.1.2 foi identificada em 5,85% das amostras.

Já a P.1 aparece em 91,49% delas.

Segundo a secretaria, a nova variante foi encontrada principalmente na Região Norte do estado, mas também em amostras nas regiões Metropolitana, Centro e Baixada Litorânea.

Segundo a nota técnica da Rede Corona Ômica RJ — composta por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores de laboratórios de diferentes instituições do estado do Rio de Janeiro — dos 22 novos genomas pertencentes à linhagem P.1.2 analisados “nove foram identificados no município de Conceição de Macabu, três em São Francisco do Itabapoana, dois em Santa Maria Madalena e um genoma em cada um dos municípios de Areal, Bom Jardim, Macaé, Macuco, Quissamã, Rio das Ostras, Rio de Janeiro e Trajano de Moraes”.

- Advertisement -

Últimas noticias

- Advertisement -