Costa do Sol,

quinta-feira, agosto 18, 2022
spot_img

Leia a nossa última edição #08

spot_img

Macaé confirma a instalação de Restaurantes Populares

Mais lidas

- Advertisement -

A Prefeitura de Macaé vai instalar restaurantes populares no município. A informação foi confirmada após a sanção do prefeito Welberth Rezende, nesta sexta-feira (23) e a publicação do documento no Diário Oficial da cidade.

De acordo com a prefeitura, os restaurantes populares servirão refeições diárias e gratuitas aos trabalhadores desempregados, subempregados, moradores de rua e aqueles que estejam vivendo em condições de insegurança alimentar. Não haverá limitação na quantidade de refeições diárias servidas nos Restaurantes Populares do Município. As refeições diárias serão fornecidas para consumo no local, podendo, entretanto, em casos excepcionais de decretação de situação de emergência ou estado de calamidade pública, serem servidas no formato de “quentinhas” ou “marmitas”. Dessa forma, poderão ser retiradas nos próprios restaurantes ou em locais de fácil acesso para os cidadãos na faixa da pobreza ou extrema pobreza, com ênfase nas pessoas em situação de rua.

Nos restaurantes, os cidadãos encontrarão cardápio variado e elaborado por nutricionistas com arroz, feijão, carne (vermelha, de frango ou peixe), salada, legumes, fruta ou doce e suco. A ideia é que sejam utilizados, prioritariamente, produtos locais, especialmente das hortas escolares e comunitárias, e os oriundos de programas agroindustriais do município, como os de incentivo à agricultura familiar, entre outros.

O funcionamento dos restaurantes populares será todos os dias da semana, incluindo os feriados, das 11h às 14h30, podendo este horário ser alterado em função da demanda do serviço. As estruturas físicas terão rampas para facilitar o acesso de deficientes físicos e idosos.

O secretário de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, Mauro Torres, informou que está analisando com o prefeito os procedimentos para a efetiva implantação desses restaurantes e também para a criação e o cadastramento do cartão próprio, como prevê a lei, visando garantir acesso aos programas sociais no município aos cidadãos interessados e a sua devida análise socioeconômica.

Cursos

Os espaços onde funcionarão os restaurantes também poderão ser utilizados para a realização de cursos de formação profissionalizante na área de gastronomia; criação de cozinhas experimentais; palestras e cursos sobre valor nutricional dos alimentos; assim como oficinas de aproveitamento e combate ao desperdício de alimentos. Também poderá haver atividades de educação alimentar e de resgate e estímulo aos hábitos e práticas alimentares regionais; boas práticas de higiene alimentar e pessoal; de informações sobre safra, preços e rotulagem dos alimentos; além da realização de outras campanhas educativas e de interesse social, que promovam o fortalecimento da cidadania através da alimentação saudável.

- Advertisement -

Últimas noticias

- Advertisement -